12 de abr de 2013

Mostra "FRAGMENTOS"



Fui convidada pela WR São Paulo para levar uma Mostra com trabalhos meus no 7ª Brazil Patchwork Show.
O convite foi formalizado e aceito um mês antes e eu tive de correr.
Parei com as minhas curadorias recentemente, e como não daria para apresentar uma Mostra apenas com trabalhos  inéditos num espaço de 32m², reuni alguns dos meus ensaios que estavam quase prontos em meu atelier. 
Coisas pequenas, bordadinhos, uma coisinha aqui, outra ali... trabalhinhos que esperavam por um acabamento, um quilt, uma borda... aí mandei emoldurar tudo. 
Então, pequenos pedaços acabaram virando uma Mostra. 
Daí o nome "fragmentos".
Em se tratando de uma feira de patchwork, achei que os visitantes pudessem não gostar tanto de ver minhas "viagens" com linhas e fios nos paninhos. 
Mas tive uma grande e grata surpresa ao ver o interesse e encantamento nas pessoas, quando estavam na frente dos meus trabalhos.
Foi uma das experiências mais ricas que já tive como artista e saí de lá, depois de 4 dias, com gostinho de "quero mais"! Rs...
Abaixo, fotos dos trabalhos que apresentei.


































Este foi o meu livro de presenças. 
A capa é um mixed media, uma tendência que chegou forte, e que se caracteriza pela mistura de técnicas, de materiais, de diversos segmentos da arte.
 Para mim é um fake. Rs... 
Porque prefiro sempre prender tudo com costura, e essa é uma colagem. 
Mas foi legal. 
Fiz em 10 minutos e foi muito divertido. 



Obra: A LETRA "C" TEM MEU NOME

Obra: JASMIM, VIOLETA, PITOCO E PITANGA


Obra: PEDRAS DO MEU CAMINHAR

Obra: OURO TUPINAMBÁ

Obra: AS ROSAS NÃO FALAM






Obra: ALFAMA DE LISBOA


Obra: O JARDIM DA MINHA INFÂNCIA


Obra: SARAGOÇA ORNAMENTADA DE BRICABRAQUE





Obra: AZUL OCULTO

Obra: ENTRELASEDANDO


   
Obra: OS CHAZINHOS DA VOVÓ

Obra: A COR ROXA


















Obra: GIRAGOGS








Uma das minhas homenagens à Singer do Brasil


Na era das macro obras, resolvi antagonizar com este micro trabalho. 
Comprei esta meada de bordar da DMC 
que achei lindamente matizada e fiz tricô com ela. 
Com os seis fios. 
As agulhas foram feitas com dois palitos de dentes 
fechados na ponta com uma conta. 
Teci o tricô no palito de dentes. 
Foi uma experiência bem legal!

Obra: PARAFRASEANDO POLLOCK



Obra: CACHORRED, releitura do pintor brasileiro Gustavo Rosa

Obra: "ARVORAR"

Este trabalho tem 3m de largura. 
Foi encomendado por Rita Paiva 
para as comemorações de 10 anos 
da Semana Senac de Patchwork
organizada pelo Senac 
e pelo Sr. Fernando Malluhy
Houveram duas temáticas: 
Os céus do Brasil 
e esta, que escolhi: as flores que caem do céu. 

O trabalho foi feito nos tecidos da Telanipo 
para mostrarem como é importante 
a presença dos concorrentes num mesmo evento, 
trabalhando juntos e sempre no sentido de evolução do segmento. 

Foi composto por material reciclado: 
restos de flores desfeitas, que reconstruí; 
restos de linhas usadas na confecção de ècharps; 
restos de mangas de blusas descartadas por confecções 
e restos de tecidos cortados à laser, usados também em confecção. 

As cores foram uma homenagem à Gláucia Lanzellotti
já que acabara de fazer um curso rápido com ela sobre isso. 

O trabalho foi quiltado à máquina e tem bordados à mão. 

E a coisa mais emocionante da história deste trabalho 
é que, 
ao ser exposto na Mega Artesanal de 2012, 
ele seguiu de lá de para uma instituição 
que trabalha com pessoas de 4 a 86 anos 
com debilidade mental. 
Através das texturas deste trabalho, 
eles puderam aprender sobre cores: 
que vermelho com amarelo dá laranja, 
em uma de suas atividades artísticas, 
trabalhadas pelos profissionais de lá.
Este trabalho foi colocado 
na porta de entrada e saída do evento, 
o que muito me honrou.

Obra 1: ZÍNGARA    Obra 2: ROXO

Obra 1: AZUL    Obra 2: TUDO AZUL!


Estes 4 trabalhos acima foram feitos depois do "ARVORAR". 


Gostei da idéia de conffettar (técnica do confetti) tecido e resolvi fazer este com as lãs de efeito que eu gosto de trabalhar. 

Coloquei os 4 na minha mesa e fui construindo um a um.


Primeiro picando as lãs e as agrupando com as cores que eu queria, depois quiltando e, por fim, fazendo com que cada um fosse algo diferente, cada um com sua identidade.
 






Obra: O CAVALO DO MEU PRÍNCIPE









Obra 1: LOIRINHA MENININHA, releitura da obra de Renoir 
Obra 2: EU VI UM PASSARINHO AZUL, releitura do pintor brasileiro Adélio Sarro.


Aqui, na parte de cima do cubo, viradas para o teto, a obra: ATLÂNTIDA 
 e a máquina de costura CONFIDENCE,  da Singer, 
a qual uso para  fazer os meus trabalhos, 
quando eles não são feitos à mão. 
Ganhei esta máquina da Milena
que me deu depois da sugestão de Suely
e foi um presente generoso e muito útil. 

Expor a máquina e indicá-la é parte da primeira 
das muitas homenagens que quero render à Singer, 
em forma de agradecimento.

A outra parte de minha homenagem 

foi apresentar em minha Mostra 
um quadrinho bordado à mão, 
que menciona a máquina, 
e que pode ser revisto abaixo:


O meu "obrigada" à WR São Paulo 
e toda a sua equipe, 
a todos que compartilharam comigo mais estas emoções, 
às amigas sempre presentes 
e às pessoas que foram ao evento,
especialmente para ver o meu trabalho. 

Minha gratidão eterna.
bjbb
















Postar um comentário