13 de dez de 2011

Instalações de linha costuradas no ar.


Amanda McCavour, uma artista têxtil canadense, criou delicadas instalações suspensas para esta exposição.
Para ela são esculturas feitas de linhas.
As instalações são feitas com o Dissolv.
O dissolv é um material muito interessante que usamos na arte têxtil para compormos com buracos ou transparências.
Ele permite que, apesar do trabalho ficar transparente, fique estruturado.
O Dissolv é como uma película.
Dependendo do fabricante, pode ser plástico ou de papel.
Mas sua característica é que, mergulhado em água, ele desaparece, dissolve, como diz seu próprio nome.

Fazemos um sanduíche desse papel com o material de fios ou testuras que queremos trabalhar como se fosse um recheio.
Costuramos o papel e despois de costurar, o dissolvemos.
Sobram apenas os fios de linha da máquina, costurados ao recheio. O que vemos abaixo é exatamente isso.
Vejam que coisa maravilhosa.



“Acho interessante a vulnerabilidade dos fios e a força deles quando estão costurados”, diz a artista.
Cortinas, quadros, móveis e outros objetos ligados à decoração e ao design são seus temas mais recorrentes.

A inspiração veio de um antigo apartamento de Amanda.
“Os objetos agem como um traço ou registro de um espaço que costumava existir.
Os fios são como um tributo a um ambiente que já não é”, explica.



Algumas das criações da artista farão parte da mostra Come up to my room (“Venha ao meu quarto”), no Hotel Gladstone, em Toronto, entre os dias 26 e 29 de janeiro de 2012.
Em sua nona edição, a exposição acontece anualmente.
Durante o evento, artistas e designers divulgam seus trabalhos em 11 suítes e 13 áreas públicas do prédio.

As peças de Amanda foram retratadas em seu tamanho natural.

Vejam outras obras de Amanda, abaixo.
Eu achei bárbaras.








Esta, abaixo, é a Amanda.


"Estou interessada na vulnerabilidade da linha, sua capacidade de desvendar, e de sua força, depois que é costurada", diz ela.
 "Estou interessada nas conexões entre processos e materiais e da forma que eles se relacionam com as imagens e espaços.
Reproduzindo ações e ambientes reminiscentes, espero traçar ausência.
E o material que uso me permite preservar a essência das coisas, que, com o tempo, e lentamente, vão caindo aos pedaços. "










Fonte: Casa e Jardim
Postar um comentário