16 de fev de 2009

Arquitetura Moderna? Não. Arapucas da Construção.



Pedreiro: Operário especializado que executa serviços de construção de pedra, areia, cal, tijolo etc., inclusive o revestimento das paredes, segundo o dicionário Aurélio.

Há exceções. Aliás, há muitas exceções espalhadas por aí afora. Pedreiros especializados em construções absurdas, que ferem o senso comum. Na internet há muitas fotos que comprovam essa incompetência. Ao vermos algumas construções fica difícil até de segurar o riso!

Essa casa abaixo, por exemplo, é um lugar onde, se por acaso o dono pensar em ter um cachorro, este coitado vai ter de abanar o rabinho de cima para baixo, por falta de espaço!



Ao ver a foto abaixo eu me faço apenas duas perguntas:
Primeira: será que isso é uma montagem de foto?
Segunda: Se não for montagem, o que leva uma pessoa a construir uma coisa dessas?



Pedreiros? Talvez não. Verdadeiros equilibristas da construção:





Será que o pedreiro não pensou na dificuldade que as pessoas teriam para subir ou descer, passando por isso?



Aproveitamento de espaço, tudo bem. Mas acho que assim já é um exagero:



Onde vai dar isso? Em coisa nenhuma! Em lugar algum! A nada! Então eu pergunto: pra quê? E já sei a resposta: foi mais simples fechar e deixar a escada. Fazer e deixar por isso mesmo. Fazer pela metade.







O que é uma porta? Segundo o dicionário é uma abertura através da qual as pessoas entram e saem de um lugar. Então, se a porta vai dar a lugar algum, por que foi colocada lá? Preciso perguntar para o pedreiro que fez isso.







O que é isso, exatamente?



Não sou arquiteta nem engenheira. Entretanto, acredito que o alicerce, as fundações ou seja lá o nome que isso tem, devam ser uma das coisas mais importantes que se deve levar em consideração quando se pretende construir algo. Sei que existe até análise de solo para que uma construção tenha uma base firme para suportar e manter toda a estrutura que virá por sobre ela. Então, se uma casa vai ser apoiada numa base e vai ser grande, a base deve ser suficientemente grande e principalmente sólida para que essa construção seja construída, certo? Então, dêem uma olhada na construção abaixo.
Colocaram a casa num pedestal, numa coluna de barris. Fico imaginando uma festa, cheia de gente dançando e pulando lá dentro, a desgraça que seria. E o tempo, então? Quanto tempo dura um barril, sem enferrujar ou ser carcomido pelo tempo?



E esse vaso sanitário, então? Onde será que a pessoa apóia os pés quando vai fazer suas necessidades? Tem de fazer de pernas abertas, com os pés apoiados na lateral! Já pensou se a pessoa se distrai depois de fazer e não olha pra baixo? Pisa no vácuo e rola! E se ainda não colocou as calças, inda cai com o bumbum no chão infectado e gelado! Ai, ai, ai... mas que situação, viu!? Inda bem que não é na minha casa. Chiiiii... e se isso for um banheiro público? Ave Maria!



Esse aí de baixo inda deu um jeitinho da porta passar pelo vaso sanitário. Absurdamente engenhoso. Fazer o que, né? Arrancar o vaso fora? Mais fácir cortá a porta!


Deve ser muito difícil pegar água nessa torneira!



Já pensou se os shoppings fossem assim, como essas fotos abaixo? Toda vez que você se servisse de uma escada rolante teria de baixar as cabeça na hora certa, para não ter o seu pescoço cortado fora... e banheiro, então? O banheiro, sem comentários!





PEDREIROS! UNIDOS! JAMAIS SERÃO VENCIDOS!


Mas muitos gravatinhas também fazem obras absurdas. Com o dinheiro do povo, é claro. E nunca em suas casas, lógico!



Se a mim deixaram, todas estas imagens também devem deixar engenheiros, arquitetos e construtores profissionais embasbacados, estupefatos, incrédulos.
Postar um comentário